quarta-feira, 12 de outubro de 2011

O Vending como um serviço 'low cost'

De acordo com o Jornal Económico, os serviços 'low cost' estão a ser incorporados no sector do lazer na sequência da actual conjuntura de crise económica.

Devido aos diversos constrangimentos impostos pela presente conjuntura económica, algumas empresas do sector do lazer (hotéis, pastelarias e ginásios) viram-se forçadas a reduzir custos através, por um lado, da eliminação de certos serviços e, por outro, da substituição dos velhos por novos serviços menos dispendiosos.
Com base num estudo da PriceWaterHouseCoopers realizado há alguns meses em Espanha, concluiu-se que a crise económica compelira, aproximadamente, 52% dos consumidores a frequentar menos hotéis, a viajar menos, a sair menos e que 37,6% declararam que, se o faziam, despendiam menos dinheiro.
Assim sendo, a procura por locais menos onerosos ascendeu a 43%.
Este caminho que fora desbravado inicialmente pelas companhias de aviação 'low cost' é agora retomado por muitas empresas do sector do lazer. A aposta em produtos 'low cost' tem sido impulsionada pela crise económica.
Por menos dinheiro as pessoas conseguirão usufruir praticamente dos mesmos serviços.
A mesma publicação dá o exemplo do primeiro ginásio 'low cost' do país que será inaugurado esta semana em Lisboa.
Sandra Santos, porta-voz do Fitness Hut, refere que para poderem praticar preços mais convidativos e apelativos tiveram de suspender algumas despesas. Citando-a: "Não vamos ter bar, mas apenas algumas máquinas de 'vending'…".
Esta estratégia tem sido, com efeito, acompanhada e adoptada por outras empresas.
É de relembrar que uma das vantagens do Vending é o facto de dispensar os recursos humanos necessários para as tradicionais tarefas de atendimento e abastecimento dos espaços de restauração. Além disto, o Vending supõe uma ocupação reduzida de espaços por comparação com os recintos de restauração e elimina os habituais custos de exploração de um qualquer espaço comercial (decorrentes do fornecimento de energia eléctrica, do abastecimento de produtos, etc).

Sem comentários:

Arquivo do blogue