terça-feira, 19 de julho de 2011

Restaurantes da biosfera


A décima edição da Mostra Gastronómica de Santana foi um sucesso.
Durante cinco dias os onze restaurantes participantes puderam mostrar as seus “pratos” favoritos. Durante todos os dias do certame a presença de público foi elevada, principalmente na noite de sexta-feira, com a actuação do cantor Emanuel. Na noite de sábado e manhã de domingo a chuva ainda causou algum afastamento de pessoas a Santana. Anteontem visitou a mostra o presidente da Assembleia Legislativa, Miguel Mendonça, que entregou certificados de participação.
Rui Moisés, presidente da edilidade santanense, em jeito de balanço, considerou o evento “extremamente positivo porque o objectivo da dinamização económica e o potenciar os produtos do concelho foi conseguido”. Rui Moisés referiu que “a qualidade da nossa restauração esteve bem evidente nesta mostra. Este foi, sem dúvida, um grande momento de promoção de Santana, dos seus restaurantes e da qualidade que apresentam”. O edil frisou que os empresários estão de parabéns e a empresa municipal está de parabéns pela organização deste evento.
O presidente da Câmara Municipal de Santana salientou que os empresários estão satisfeitos e a “qualidade tem vindo a aumentar. É o primeiro evento da Reserva da Biosfera e temos de potenciar os produtos locais, existindo dois pratos que serão trabalhados no âmbito da biosfera como o borrego e a truta”.
Em termos de futuro a ideia criar uma certificação de “restaurante da biosfera”, ou seja, os restaurantes que queiram aderir a esta designação terão de “utilizar produtos locais nos seus pratos e também internacionais por causa do turismo, mas terão de utilizar produtos da reserva”. A partir de Setembro os comerciantes receberão formulários e outras indicações de como funcionará esta atribuição. O principal requisito é a utilização de produtos produzidos na reserva da Biosfera.
A aposta deve ser a qualidade e “os restaurantes devem ter, durante todo o ano, a referência de restaurante da Biosfera”. Rui Moisés entende que “haverá um processo de monitorização”, com o intuito de “potencializar a economia local”.
Por sua vez, José António Freitas, presidente da empresa Terra Cidade, considerou o evento “a melhor mostra gastronómica de sempre. Foi a que trouxe mais pessoas a Santana e os donos dos restaurantes estão satisfeitos, fizeram o seu negócio”.

Sem comentários:

Arquivo do blogue