terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Até onde pode ir a (falta de) Qualidade?

E quando pensamos que temos o poder, que podemos abdicar de alguns clientes, eis que...

Um caso a lembrar, aquele da senhora que reclamou um telemóvel. Veja-se o paradoxo: perdeu o caso num tribunal de consumo, mas tal não significou para a empresa uma vitória.

Pense-se sempre nisto: um motivo de insatisfação ou reclamação leva a que os clientes insatisfeitos desejem fazer eco a 10 pessoas (quando não milhares, se usa um blog, deu para perceber), enquanto que os satisfeitos somente o dizem a 3.

Moral desta nota solta: Evitar reclamações é fundamental, tratá-las de modo adequado é vital!

A pensar...

José Cândido

2 comentários:

Paulo disse...

Mais uma reclamação? Espero que não.

Paulo

Qualdouro - Qualidade e Turismo disse...

Tantas são as reclamações que se podem evitar...

Arquivo do blogue